Home / Bebê mês a mês / Bebê de 1 ano e 10 meses

Bebê de 1 ano e 10 meses

O Bebê de 1 ano e 10 meses

bebê de 1 ano e 10 meses agora deixa ainda mais claro quais são seus objetivos e ideias próprias – você poderá perceber isso em ações até mesmo consideradas simples, como por exemplo, o fato dele empurrar o carrinho com o desejo de vencer um obstáculo do bloquinho de madeira.

Outro ponto marcante dessa fase é que agora as crianças começam a mostrar uma maior preocupação com relação aos resultados e também consequência do que ele coloca em ação.

Pode ser que ele fique imensamente feliz em conquistar algo que queria fazer, como também ficar bastante frustrado se não sair como ele havia imaginado – por mais simples que possa parecer, esse processo é uma parcela importante do desenvolvimento da sua independência.

Os pais precisam se mostrar sempre presentes e até mesmo realizar elogios quando ele está em um processo de tentativas – e não somente quando der certo!

Isso é fundamental para ajudar a criança a lidar melhor com as frustrações que poderá sofrer ao longo do caminho – e tenha certeza que isso poderá ser o reflexo de um grande ser humano no futuro.

Se você perceber que ele poderá começar a chorar porque não está conseguindo fazer algo, como por exemplo, colocar seu próprio sapato, uma medida interessante é dizer que isso pode ser um tanto difícil mesmo, mas que ele está realmente se esforçando – e assim lhe oferecer uma ajudinha!

Bebê de 1 ano e 10 meses – haja capricho! Como lidar?

Tudo pode mudar em uma fração de segundos – agora ele está querendo uma série de beijos e abraços e do nada começa a fazer uma imensa birra, querendo que você fique longe!

Não se afete por isso, ou pense que seu bebê não quer mais saber do seu carinho! Isso é natural e faz parte do processo de crescimento dele.

Naturalmente o tempo acabará deixando claro que seu filho poderá estar muito mais focado e interessado em brincar com seus amiguinhos do que ficar grudado no seu colo.

Mas, tenha certeza que é sempre para o seu colo que ele irá correr quando ralar o joelho brincando de bola ou quando se assustar com algo – e sabe porque? Porque você é a pessoa que ele mais confia e ama em todo mundo!

Logo logo serão duas velinhas para assoprar!

Logo, logo seu bebê estará completando mais um aninho de vida e nessa fase é interessante que os pais já comecem a pensar nos preparativos, isso se vocês estiverem considerando proporcionar uma festa para celebrar o momento.

Nessa fase a criança poderá aproveitar muito mais o momento do que da vez anterior – agora ele já entende muito mais e também já está empolgado para brincar e gastar uma boa energia!

Ele já possui provavelmente algum desenho favorito ou personagem que lhe desperte atração – vale a pena perguntar para ele qual o tema da festinha que gostaria e tentar organizar tudo para seguir essa ideia.

Bolo, lembrancinhas, decoração com o tema proposto poderão fazer os olhos do seu filho simplesmente brilharem no grande dia!

A festinha

Tenha cuidado para não exagerar demais no planejamento da festinha – para algumas crianças um grande evento pode acabar sendo algo meio assustador e embaraçoso – e até mesmo cansativo!

O mais interessante é entender qual o perfil dele e tentar fazer algo que realmente esteja relacionado à sua personalidade e gostos. As vezes uma festança com muitos convidados pode ser um grande exagero.

Provavelmente ele poderá se divertir em um ambiente alegre, descontraído, com pessoas que ele se sinta a vontade – pense nisso antes de se empolgar demais e fazer tudo além do que ele realmente iria amar!

Nessa fase muitos pais escolhem contratar um buffet infantil, onde haja brinquedos, decoração e também alimentação inclusa – isso porque as crianças com essa idade já conseguem brincar muito nesses ambientes e certamente ele poderá se divertir muito durante o período da festa!

Se o orçamento estiver curto e a proposta for apenas fazer um bolinho em casa, não tem problema! Ele certamente vai vibrar pela oportunidade de cantar parabéns e assoprar suas próprias velinhas, sentindo-se importante e amado por todos!

bebê de 1 ano e 10 meses está cada vez mais com sua personalidade e criatividade em ação!

Mais sobre o Bebê de 1 ano e 10 meses

Bebê de 1 ano e 10 meses

Marcar bobeira com o bebê de 1 ano e 10 meses? Nem pensar! Agora seus dedinhos estão tão ágeis que tudo pode acabar virando uma grande estripulia!

Você logo perceberá que os bloquinhos de montar estão cada vez mais tendo seu uso de forma elaborada – as torres estão ficando cada vez mais firmes e o encaixe das peças ainda mais assertivo do que nunca.

Argila e massinhas agora também já é uma brincadeira liberada – e pode ser uma excelente maneira de estimular ainda mais a sua coordenação motora – fique por perto quando ele estiver brincando com esses elementos, porque ele ainda poderá ficar tentado e experimentar o gosto deles.

Os dedinhos, mãos e pulsos estão cada vez mais precisos nessas atividades e são as ferramentas para consolidar seu raciocínio acerca do que está sendo oferecido para ele brincar! É divertido e ainda um ótimo aprendizado.

Os pais também precisam entrar na brincadeira junto – isso porque eles irão querer compartilhar esse momento de destreza na realização das atividades, e até mesmo se inspirar no que os adultos são capazes de fazer com tais elementos em mãos!

Não somente pode ser uma ótima forma de brincar com o pequeno como também uma terapia relaxante – tente ficar mexendo em massinha e montando blocos de montar e descubra como isso pode ser prazeroso e relaxante depois de uma semana intensa de trabalho.

Bebê de 1 ano e 10 meses – vamos brincar de bola?

O equilíbrio da criança nessa fase também está começando a ficar ainda mais aprimorado e pode ser que ela já consiga chutar uma bola maior com mais força e maior precisão!

Mostre como fazer, e tenha certeza que a tentativa virá em seguida! E não pense que essa brincadeira de chutar bola é somente para meninos – as meninas também adoram e certamente acharão uma diversão!

Brincadeiras para meninos e meninas

Jogue a bola devagar para a criança e  deixe-a chutar – ou ao menos tentar. O importante é não deixar de celebrar quando ela de fato conseguir – gritar gol é sempre algo que deixa os pequenos entusiasmados e tentados a fazer novas tentativas!

Nessa fase é importante também ficar bem preparadas para os tombos! É a fase de uma série de quedas ao longo do caminho!

Isso porque a criança até poderá conseguir dar pequenas corridas, mas provavelmente não conseguirá parar ou até mesmo se virar para um dos lados depois que tiver pego impulso.

Com o tempo isso vai se aprimorando – mas, é interessante já ter uma farmácia a postos para os eventuais machucados que virão nesse meio tempo!

Quem manda aqui sou eu! Será?

Agora a forma de se relacionar da criança é algo bem evidente e é nesse momento que você poderá descobrir que o seu pequeno não passa de um mandão – o que na realidade nada mais é do que uma forma dele experimentar a comunicação com relação as demais pessoas ao redor.

É bem provável que ele grite o enfático “Não!” logo que você quiser contar uma história ou cantar uma música que ele sempre mostrava interesse antes.

Na verdade, isso não quer dizer que ele já não queira mais ouvir a tal música ou história e sim que ele poderá estar testando como será a sua resposta diante de uma ordem dele.

Querer que você veja e preste atenção em algo que ele está fazendo ou que ele criou também é algo bem recorrente – ele praticamente irá exigir que você olhe algo que ele está querendo lhe mostrar – procure mostrar que se interessa e que está entendendo tudinho!

As noites em claro estão de volta!

O soninho diurno agora pode começar a afetar substancialmente a qualidade de como a criança irá dormir a noite. Nesse caso, pode ser apropriado começar a limitar essas sonecas durante o dia.

Procure fazer algumas experiências para saber quanto tempo ele pode tirar de soneca de dia, de forma que isso não afete a qualidade do sono durante a noite.

A rotina de dormir também é fundamental para que a qualidade seja mantida. Horários para acordar e dormir diariamente ajudam a estabelecer uma rotina e menos dores de cabeça para os pais.

Pesadelos

Os pesadelos também acabam se tornando mais frequentes, e é importante que os pais tenham paciência para acalmar e estar sempre por perto quando o pequeno despertar chorando ou chamando por um de vocês!

Antes de colocar a criança para dormir, não permita que ela coma doces ou alimentos mais pesados, pois isso também pode afetar o soninho dela a partir de agora!

bebê de 1 ano e 10 meses está prestes a fazer mais um ano de vida e teve um amplo desenvolvimento até esse período! Por mais que sua vida seja curtinha ainda, certamente o que não falta para os pais é história para contar sobre esse pequeno!

Acompanhe-nos no facebook

leia também…

Cuidados especiais na infância

Veja Também

Criança de 4 anos e 6 meses

Criança de 4 anos e 6 meses  Um belo dia você olha para aquela criança …

Deixe uma resposta