Home / Bebê mês a mês / Bebê de 1 ano e 6 meses

Bebê de 1 ano e 6 meses

Bebê de 1 ano e 6 meses

bebê de 1 ano e 6 meses já revela um grande avanço com relação ao seu desenvolvimento, principalmente se tratando da parte física – agora você já pode ver ele caminhar de um lado para o outro da casa com muito mais firmeza do que antes e subir nas coisas provavelmente será o seu esporte predileto.

Os papais já podem fazer brincadeiras mais dinâmicas! Dependendo da firmeza das perninhas do bebê já dá até pra arriscar um futebol ou um pega-pega de leve! Os gritinhos e risadas nesse momento serão garantidos, pode apostar!

Eles também já conseguem lembrar com muito mais clareza se um determinado objeto for lhe tirado de sua frente –  aliás, essa é uma ótima oportunidade para promover mais brincadeiras, como esconde-esconde.

Esse tipo de atividade é ótimo para estimular ainda mais o desenvolvimento das suas percepções e raciocínio! Que tal pegar um brinquedo que ele adore e brincar de escondê-lo? Aí ele deverá procurar! Só não seja muito radical e esconda bem demais para não deixá-lo frustrado ou até mesmo irritado no final das contas!

E tenha certeza que em alguns  momentos ele poderá ter muita disposição e pique para dar e vender – muito mais energia até mesmo do que os pais! E aí haja fôlego!

Quando ele estiver correndo de um lado para o outro (e tenha certeza que ele fará isso muitas vezes) tente acompanhar o pequeno entrando no ritmo. Vocês ainda podem aproveitar para dançar uma música animada e brincar para valer! Essa pode ser uma ótima oportunidade para queimar as calorias – e claro, ver um sorriso delicioso na carinha dele!

Se você tiver sorte, pode ser que ele fique bastante cansado e durma na hora certa sem nem fazer alguma objeção!

Bebê de 1 ano e 6 meses – é hora de considerar impor alguns limites!

Bebê de 1 ano e 6 meses

 

 

Sim! Bebês crescem rapidamente e muitas coisas das quais nós adultos achamos engraçado e fofinho agora no seu comportamento possivelmente poderão não ter o mesmo efeito com o passar do tempo!

Naturalmente a criança poderá se revelar muito mais desafiadora do que você mesma poderia imaginar e é nesse momento que muitos pais começam a se perguntar como irão conseguir controlá-los.

Impor limites é fundamental nesse sentido, e isso deve ser feito sempre de forma clara e objetiva para não desviar a atenção do foco que você deseja e para que a criança entenda rapidamente.

Com clareza, você deverá deixar muito claro ao pequeno quais são os perfis de comportamento permitidos e o que não pode ser feito dentro de casa e nem com as demais pessoas.

Logicamente pode ser que um determinado momento ele esqueça dessas condições, e acabe fazendo mesmo assim, mas a função dos pais nessa situação é se apoiar na prática da repetição sempre.

Dê exemplo

Outro fator que alguns pais esquecem é que eles mesmo devem ser o principal exemplo das crianças – não adianta você falar para não fazer algo que considera ruim se você mesma faz, concorda?

Um ano e seis meses é também um excelente momento para realizar um retorno junto ao pediatra – até porque nessa fase as consultas já não ocorrem com muita frequência.

Esse tipo de retorno é importante para checar como anda o desenvolvimento do bebê e até mesmo avaliar se ele não está apresentando algum sinal preocupante de atraso ou dificuldades.

Vale salientar que quanto antes são iniciados alguns tratamentos para determinados problemas relacionados ao desenvolvimento, maiores são as chances de se obter resultados positivos.

Que tal começar a cogitar o uso do peniquinho?

Há quem defenda que o uso do penico nessa fase ainda é muito prematuro, porém, os mais antigos (vovós e vovôs) acham que isso não tem nada a ver – certamente você ouvirá algo do tipo: “mas você largou as fraldas com um ano de idade”.

Logicamente que isso poderá depender muito de criança para criança e pode até mesmo ser que ela já esteja pronta para dar esse importante passo na sua breve vida – por isso, avalie sempre os sinais e procure identificar se realmente o seu bebê está preparado para encarar esse momento!

bebê de 1 ano e 6 meses está prontos para uma série de mudanças e a cada dia que passa deixa claro que todo amor, carinho e cuidados que foram dedicados desde a sua chegada estão valendo muito a pena!

Mais sobre o Bebê de 1 ano e 6 meses

bebê de 1 ano e 6 meses costuma revelar um grande progresso no que diz respeito ao seu desenvolvimento, principalmente quando se trata da parte física!

Ele agora é desbravador do mundo sob duas pernas, que dependendo da criança podem ser bem ágeis e acabar dando bastante canseira nos pais menos preparados fisicamente! Haja fôlego e haja disposição, porque o que não falta para essas pequenas criaturinhas é energia e curiosidade de sobra!

As brincadeiras ficam ainda mais ativas e é muito provável que ele deixe bastante claro que quer brincar justamente com você! E querer brincar quietinho sentadinho sem grande esforço nem sempre dá certo, viu!

Mas, com tanta energia e disposição é preciso também começar a considerar a imposição de alguns limites importantes, afinal a educação é sempre a base de um desenvolvimento assertivo e você não pode e nem deve deixar isso para depois – ele já entende muito bem quando você não quer que ele faça algo ou quando ele está prestes a fazer algo que acredite que os pais não vão gostar.

Os limites precisam ser bastante claros, sempre tendo como premissa termos essencialmente simples a respeito do tipo de comportamento que será aceito ou não dentro de casa!

E já esteja preparada para aplicar a repetição de cada um dos limites propostos – porque no começo ele poderá não assimilar ou até mesmo querer te testar se “não” é não mesmo!

Bebê de 1 ano e 6 meses – cuidados redobrados serão necessários para evitar situações mais complicadas!

Bebê de 1 ano e 6 meses

Tenha certeza: nem sempre a criança estará muito preocupada com que se encontra acima, em baixo, atrás, na frente e por aí vai…. –  tudo o que estiver ao alcance de suas mãos curiosas.

Se antes ela ficava apenas feliz e satisfeita por conseguir tirar exatamente tudo de dentro de uma gaveta, agora ela terá outro objetivo de vida – tentar colocar tudo dentro da tal gaveta.

Os movimentos mais amplos ainda são predominantes, e sua coordenação ainda não é das mais precisas! Eles não têm lá grande paciência para ficar sentadinhos fazendo alguma atividade, eles querem muito mais do que isso e querem manter a sua energia em total atividade.

Para alguns, pode ocorrer de haver uma forte atração por pintura com os dedinhos, colorir e rabiscar com giz de cera, construir coisas com blocos de montar, brinquedos que permitam abrir e fechar, apertar botões, e por aí vai.

Aliás, os botões são como um imã para esses bebês nessa fase – um simples telefone ou até mesmo um controle remoto esquecido ao seu alcance podem ser sinônimos de diversão.

O fato de poder colocar uma coisa dentro da outra pode algo extremamente fascinante para eles. Para ajudar a estimular essa fase (e não ficar sem controle remoto ou com coisas empilhadas em gavetas), invista na aquisição de quebra-cabeças de madeira – eles são perfeitos para essa fase da vida deles e ainda podem ser versáteis para compor diversas brincadeiras.

Você poderá também avaliar como anda a evolução manual do seu pequeno! O simples fato dele conseguir segurar um copo com água e sem tampa – e ainda beber – é um sinal muito bom! Na verdade ele poderá derramar um pouco, mas quem se importa com isso?

É hora de ter amiguinhos! As primeiras amizades começam a acontecer na vida do seu bebê!

Agora que ele já consegue andar e falar, ter amiguinhos é algo que poderá acontecer naturalmente! Isso porque nessa fase ele terá mais interesse em estabelecer relacionamentos com outras pessoas, principalmente se tratando de outras crianças.

Para ele não se trata apenas de amiguinhos, é bem mais que isso! – na verdade, para o bebê nessa fase ter outras crianças por perto se trata de “objetos de estudo” ao seu alcance!

Você poderá entender essa afirmação quando começar a perceber que as crianças tendem a puxar os cabelos uma da s outras, cutucar, tomar os brinquedinhos ou até mesmo morder (acontece, infelizmente!). – Tudo isso faz parte de uma experiência para eles.

O mais importante é que os pais saibam avaliar os limites e tenham paciência para lidar com as mais variadas situações. – não será difícil você receber um bilhete da escolinha dizendo que ele fez algo ao amiguinho ou que o amiguinho fez algo com ele.

É fundamental que ele tenha cada vez mais oportunidade de interagir e também aprender uma série de aspectos em grupo – isso será fundamental no seu desenvolvimento!

Quer uma dica interessante para contribuir ainda mais com o desenvolvimento do bebê de 1 ano e 6 meses? Então que tal combinar com as outras mães de crianças nessa faixa de idade e realizar passeios em conjunto ou qualquer outra atividade? Certamente eles irão amar essa experiência e gastar muita energia!

Acompanhe-nos no facebook

leia também…

Cuidados especiais na infância

Veja Também

Criança de 4 anos e 6 meses

Criança de 4 anos e 6 meses  Um belo dia você olha para aquela criança …

Deixe uma resposta