Home / Bebê mês a mês / Bebê de 1 ano e 7 meses

Bebê de 1 ano e 7 meses

O Bebê de 1 ano e 7 meses

É quase nessa fase que o bebê de 1 ano e 7 meses começa a entender quando determinadas coisas se mostram fora do lugar – isso pode ser percebido, por exemplo, quando você de propósito troca o nome dele de brincadeira ou quando dá uma risada quando algo provavelmente está incorreto.

As mudanças começam também a chamar a atenção das crianças nessa fase de sua vida, principalmente quando elas ocorrem no seu ambiente – mudar um simples quadro de lugar ou até mesmo um acessório da decoração pode ser percebido por ele.

Os pais também já conseguem entender praticamente metade do que o pequeno diz – já ele está um passo a frente, compreendendo uma boa parcela de palavras ditas por você!

Seu vocabulário que antes era mais limitado, agora ganha ainda mais proporção, e irá crescer constantemente a partir de agora – você também poderá perceber que ele  começará a usar mais de uma palavra , como “qué papá”, ” qué colo” por exemplo.

Uma boa medida para a rotina de vocês é procurar sempre que possível explicar as coisas em voz alta, podendo ser até mesmo algo que você esteja fazendo – por mais que isso possa parecer repetitivo para eles é um grande estimulo para que ele fale cada vez melhor!

Bebê de 1 ano e 7 meses – como está a vida da mamãe nessa fase do bebê?

Bebê de 1 ano e 7 meses

O que não faltará na sua rotina são conflitos com o pequeno – o ato de cortar uma unha, escovar os dentes, tomar banho, comer, pode ser uma batalha sem “sim”! Mas, a paciência deve ser predominante mesmo que as vezes você se sinta cansada!

Procure sempre pensar que é importante ter atenção à forma como você o trata, tendo em mente como você quer também ser tratada! Por mais que você tenha noção exata disso, as vezes fica mais difícil colocar em prática, não é mesmo?

No lugar de ficar apenas dando ordens e mais ordens, tente mostrar para ele que você está disposta a dar alternativas. E se ao invés de ordenar você explicar que agora ele não poderá ver desenho na televisão, mas que tal a gente ver um livrinho que você gosta agora e depois assistimos a TV?

Ou até mesmo no lugar de ordenar que ele pegue os brinquedos do chão, tente outra abordagem, mostrando que você pode recolher determinados brinquedos enquanto ele recolhe outros – pois assim juntos você terminam mais rápido!

Vamos tentar algumas mudanças simples para agregar mais autonomia para o pequeno?

Que tal começar a pensar seriamente em tirar a bandeja do cadeirão do bebê e coloca-lo mais perto da mesa de vocês? Assim o bebê poderá começar a compartilhar ainda mais o momento das refeições com a família!

Há também a alternativa de recorrer á cadeirinhas especiais que podem ser adaptadas sob a cadeira convencional – elas também são conhecidas no mercado como “booster”. Elas são ideias também para quem não possui muito espaço em casa e agregam uma maior mobilidade, pois podem ser levadas para qualquer lugar.

Não esqueça também de considerar obter talheres, copos e pratos apropriados para crianças – há muitas opções disponíveis no mercado, inclusive com formatos e desenhos de personagens, o que pode encantar ainda mais a criança na hora de fazer as refeições!

Estímulos

Estimular a criança nessa fase a comer e fazer com que ela permaneça mais tempo na mesa é primordial, mas ainda durante esse momento ela poderá mostrar um pouco de chatice para comer tranquilamente.

As experiências gastronômicas podem ajudar a liberar os sentido e aguçar a imaginação dos pequenos.

Pratos coloridos e com tudo bastante dividido na hora de servir,  ajuda a estimular o bebê a comer. Procurar variar como você poderá servir os nutrientes também! No lugar de um purê de cenoura, por exemplo, invista no legume com outro preparo – que tal palitinhos de cenoura?

Evite também deixar que ele tome água ou suco durante a refeição, pois isso pode tirar o apetite e dificultar que ele continue comendo.

No decorrer do dia, invista em servir pequenos lanchinhos! Use a imaginação e tente surpreender o bebê! Criar cenários com a comida, desenhos no prato e usar talheres divertidos pode despertar o interesse do bebê de 1 ano e 7 meses!

Mais sobre o Bebê de 1 ano a 7 meses

Bebê de 1 ano e 7 meses

O bebê de 1 ano a 7 meses literalmente estará soltando o verbo nessa fase de sua vida – agora seu vocabulário já tem uma maior variação de palavras, que pode ser de 10 até 50!

É muito provável que agora o pequeno já tenha capacidade de unir duas palavras em uma frase e que já tenha iniciado o uso de verbos para poder se expressar de forma mais clara ainda do que antes.

Porém, assim como em qualquer aspecto do desenvolvimento do bebê isso não deve ser considerado uma regra – pode ser que seu filho simplesmente não esteja muito interessando em falar muito!

O mais comum, são os famosos “quer!” e até mesmo o uso recorrente de pronomes, como por exemplo, o “me dá”.

Nessa altura da vida também pode ser bastante comum que eles já estejam usando termos referentes à direção, como o “fora”, “em cima” e até mesmo “embaixo” – coisas que podem facilitar bastante na hora de entender o que ele realmente quer.

Leia para seu filho(a) – Bebê de 1 ano e 7 meses

Uma boa estratégia para checar como anda o desenvolvimento da criança é, na hora de estar lendo uma historinha, por exemplo, desde que ela seja bem conhecida já por ele, é permitir que ele mesmo tenha autonomia de completar as frases.

Usar os livros é sempre uma ótima maneira de estimular o bebê de 1 ano e 7 meses, uma forma de tornar isso ainda mais divertido e construtivo e virar as páginas junto com ele e também permitir que ele avalie as figuras – estimule-o a dizer quem são os bichinhos que aparecem ou demais elementos!

Isso é uma ótima maneira de ampliar ainda mais o seu vocabulário e fazer com que ele se interesse ainda mais em vivenciar esses momentos de descontração.

Bebê de 1 ano a 7 meses – fazendo arte e arrastando coisas para aprender! Isso é possível sim!

As crianças nessa fase estão sempre dispostas a aprender algo que elas considerem uma novidade, e os objetos são as formas preferidas delas realizarem isso em suas vidas!

O simples fato de tocar, segurar, tirar do lugar, arrastar são sempre formas divertidas e eficiente de estimular o aprendizado! E é justamente por esse motivo que elas estão sempre empolgadas a mudar o que vem pela frente de lugar – é como se elas estivessem investigando ainda mais sobre o mundo ao seu alcance.

Os especialistas chamam esse pequeno fenômeno do seu comportamento de “aprendizado motor” – tamanho, peso e formas das coisas são constantemente testadas pelos pequenos que demonstram uma grande energia nesse processo.

Brinquedos para bebê de 1 ano e 7 meses

De um mês para cá, os pais também poderão perceber que agora os bebês estão muito mais envolvidos e interessados em de fato brincar com os brinquedos – e não simplesmente sacudi-los ou arremessa-los ao chão, como era o habitual.

É muito provável que nessa fase ele já passe mais tempo entretido com seus brinquedinhos – e tenha certeza que alguns minutos para eles podem ser considerados uma eternidade!

Blocos de montar são um fenômeno em suas vidas – eles vão amar empilhá-los e depois simplesmente derrubá-los – a água e a areia também podem ser ótimos elementos para que eles brinquem e descubram novas sensações.

Ainda é importante ter certo cuidados na hora de escolher os brinquedos que poderão ficar acessíveis aos pequenos – cuidados com peças muito pequenas ou outros que possuam outros recursos perigosos, como massinhas ou tinta, que poderão ser levados à sua boca quando os pais não estiverem muito atentos.

Agora ele pode ser seu maior ajudante no dia a dia! Estimule isso!

O que o seu pequeno mais ama na vida é se sentir importante! E justamente por isso ele vai ficar feliz de assumir tarefas que aparentemente demonstrem isso!

Tarefas como lavar o carro, arrumar a mesa, guardar os brinquedos, colocar a roupa suja no cesto da lavanderia, e muitas outras certamente irão despertar seu interesse e entusiasmo.

Logicamente essa ajuda é simbólica – ele não vai conseguir fazer nada disso sozinho, mas deixar ele pensar que de fato está ajudando  é algo muito importante.

Por isso, os próprios pais devem convidar os pequenos a participar de tais tarefas mais simples e fazer com que eles se sintam importantes e participativos do convívio familiar!

Tenha paciência, pois ele pode cismar que quer fazer algo que você certamente sabe que poderá não ser uma boa ideia, como tentar pegar um objeto de vidro para levar de um lugar ao outro! Pode até rolar um pouco de birra se você disser o famoso “não pode!”, mas tente contornar a situação dando outra tarefa menos arriscada!

Agora que o bebê de 1 ano a 7 meses está cada vez mais ágil fique atento aos seus movimentos e vontade – ele precisará muito da sua educação disciplinar nessa fase e também se sentir cada vez mais importante no ambiente familiar!

Acompanhe-nos no facebook

leia também…

Cuidados especiais na infância

Veja Também

Criança de 4 anos e 6 meses

Criança de 4 anos e 6 meses  Um belo dia você olha para aquela criança …

Deixe uma resposta