Home / Educação Infantil / Bullying nas escolas como orientar seus filhos

Bullying nas escolas como orientar seus filhos

Bullying nas escolas como orientar seus filhos

O bullying nas escolas não é nenhuma novidade nos tempos atuais, e cada vez mais vemos esse assunto em vogue não somente nos portais de noticias, mas também no âmbito familiar!

O fato de ser alvo de criticas consideras  maldosas, brincadeira de cunho humilhante e até mesmo com grau de violência são problemas constantemente vivenciados por diversas crianças nas escolas de todo o país.

Nesse sentido, tomar devidas providências com tais atos de agressão verbal e até mesmo física é sempre o melhor caminho que os pais podem tomar para que seus filhos não precisem acabar sofrendo eventuais traumas psicológicos.

Para saber como lidar com esse tipo de situação é interessante seguir algumas dicas e ações fundamentais – e essas atitudes podem potencializar que se identifique e até mesmo entenda como enfrentar o bullying nas escolas!

Nesse caso, continue lendo o conteúdo a seguir e entenda como saber enfrentar essa situação e ajudar seu filho ou filha a lidar com essa questão da melhor forma possível!

Bullying nas escolas – entenda quais são as causas envolvidas!

O bullying provocado o ambiente escolar pode acontecer em situações onde um determinado aluno acabe sendo uma das tantas vitimas de hostilizadas provocadas por comportamentos de caráter preconceituoso de um outro aluno ou grupo de estudantes que acabem tratando a criança como sendo diferente ou fora dos padrões estabelecidos pela grande maioria.

Casos típicos ocorrem com crianças que eventualmente se destaquem nos estudos ou até mesmo que estejam com o peso acima, por exemplo – ocorre que tais crianças possam sofrer algum tipo de discriminação social por parte de seus coleguinhas de classe.

Por conta da elevada popularização dos canais sociais, é cada vez mais recorrente que os casos de bullying infantil nas escolas acabem se tornando ainda mais evidentes.

Nesse caso, eles não se restringem somente às salas de aula, chegando a atingir também as crianças em outros âmbitos como mensagens e conteúdos sempre com teor agressivo e que acabem fazendo com que a vitima se sinta desmoralizada e discriminada.

Como os pais podem saber se seu filho ou filha podem estar sofrendo com bullying

bullying

De acordo com alguns estudos e pesquisas promovidos pela American Psychological Association, crianças e também adolescentes que sejam vitimas desse tipo de situação são muito mais suscetíveis à condições de ansiedade e também depressão.

Por isso, é tão importante procurar sempre meios de identificar casos relacionados ao bullying no ambiente escolar, pois isso ajuda a garantir que a vitima seja acometida por dados de caráter psicológico.

Nesse caso, alguns comportamentos podem ajudar nessa indicação por parte dos responsáveis, e isso incluir não somente os pais, mas também os próprios professores – todos devem ficar sempre alertas em casos que a criança acabe revelando alguns sinais bem particulares. São eles:

  • Falta de vontade de ir para a escola
  • Solicitar mudança de turma
  • Não conseguir ter facilidade para focar nas aulas ou apresentar maiores desvios de atenção
  • Diminuição do seu rendimento nas aulas
  • Revelar sintomas físicos, como dores de cabeça, dores no estômago ou até mesmo suar frio, por exemplo.

Como você pode ajudar essas crianças a superar essa fase tão complicada?

Professores e pais precisam trabalhar em conjunto e sempre procurar demonstrar às crianças que vivenciem essa situação na escola que elas podem contar com apoio!

É fundamental que os responsáveis sempre procurem reafirmar as crianças que sofram bullying, procurando meios de valorizar suas efetivas qualidades e mostrar que elas não são culpadas de tal situação, e sim os agressores.

O diálogo é sempre um grande aliado nesse processo – e é ele que poderá fazer com que a criança se sinta a vontade para revelar seus sentimentos e até mesmo contar acerca das agressões e ameaças que eventualmente esteja sofrendo por parte de seus colegas no ambiente escolar ou na internet.

Criticar ou até mesmo minimizar o problema pode tornar tudo ainda mais grave e difícil para a criança – é fundamental que ela seja sumariamente ouvida.

Outro ponto importante refere-se ao fato dos pais procurarem o quanto antes relatar a condição de bullying de seu filho para os responsáveis da escola, pois somente assim as providencias cabíveis poderão ser feitas, bem como as orientações para todas as partes envolvidas.

Em casos onde o bullying possa atingir patamares mais graves, como por exemplo, casos de perseguição na internet, é importante que os responsáveis reúnam o máximo de provas possíveis de todo o conteúdo ofensivo – para tanto, pode-se fazer a impressão das páginas e também das mensagens para que se siga um boletim de ocorrência.

É válido também entrar em contato com o provedor para que tais mensagens sejam retiradas do ambiente online e assim resguardar a criança de mais exposição.

Para evitar o bullying nas escolas é importante considerar ações preventivas, que reúnam pais e também ambiente escolar!

Leia também…

Depressão infantil, seu filho pode estar sofrendo

 

Veja Também

Metodologias de ensino – Conheça antes de matricular seu filho

Conheça as metodologias de ensino que existem Você já decidiu que é hora do seu …

Deixe uma resposta