Home / Bebê mês a mês / Criança de 2 anos e 3 meses

Criança de 2 anos e 3 meses

Criança de 2 anos e 3 meses

A criança de 2 anos e 3 meses possui um melhor controle de seus movimentos e nessa fase já tende a brincar com objetos bem menores do que antes e até mesmo já possui a capacidade de construir coisas – antes ela apenas batiam e derrubavam, mas agora já é possível dar um melhor sentido às brincadeiras que ela mais gosta!

Porém, é importante ainda que os pais tenham uma extrema atenção com relação ao tamanho dos brinquedos – isso porque ainda nessa fase a criança pode querer colocá-los na boca e tentar engolir, o que pode acarretar um engasgo.

É bem provável que ela esteja tão entretida e se divertindo tanto com a brincadeira que fique até mesmo irritada se for interrompida por algum motivo – e nesses momentos os pais precisam impor limites e saber lidar com uma possível birrinha.

Para tornar as coisas mais facilitadas para todos, é interessante que os pais procurem dar uma espécie de aviso, informando que a tal brincadeira está quase chegando ao momento de acabar – é o famoso “só mais cinco minutinhos” e depois é hora de tomar banho, jantar ou ir dormir!

Nesse caso, tente ser o mais flexível possível para de fato chegar a um ponto final – e nada de acabar se mostrando vencida pela insistência ou até mesmo voltando atrás no seu ultimato, pois a criança irá assimilar que com uma boa forçada de barra poderá ter o que de fato deseja – brincar sem hora para acabar!

Criança de 2 anos e 3 meses – brincadeiras e desenvolvimento

criança de 2 anos e 3 meses

Se você analisar bem, haverá momentos que pensará que seu filho é nada mais, nada menos do que um pequeno cientista – é tanta concentração e foco no que ele deseja fazer que você poderá ficar admirada!

O que vale destacar é que esse comportamento do pequeno refere-se à uma espécie de programação de cunho interno, impulsionando a criança a realizar determinadas coisas repetidas vezes, com o intuito de ir aprimorando suas capacidades motoras.

Em geral isso pode explicar o fato da criança simplesmente não parar de pular para lá e para cá e até mesmo sobre a mobília – mesmo que você dê inúmeros alertas dizendo que não pode!

Esse comportamento é praticamente comparado a um instinto natural que o impulsiona a continuar repetindo, repetindo e repetindo suas ações.

Para treinar a coordenação motora

Uma dica para poder ajudar o pequeno a treinar a sua coordenação motora é sempre recorrer às brincadeiras, principalmente as de puxar e também empurrar – como por exemplos, os patinhos ou até mesmo jacarés que também são confeccionados de madeira ou um plástico resistente.

Já quando se trata do que chamamos de “coordenação motora fina”, a dica é apostar nos quebra-cabeças que possuam peças com pinos – nessa fase eles são os mais assertivos para que a criança consiga ir encaixando as peças. O mesmo vale para bonecos que tenham roupinhas para colocar e tirar.

A insistente repetição das brincadeiras também ajuda bastante a estimular a construção das estruturas cerebrais da criança e permite que ele consiga ir assimilando de fato como o mundo funciona.

Fala – como está o seu desenvolvimento nesse aspecto? Será que esse é o melhor momento de aprender uma outra língua?

Palavras e significados novos são aprendidos diariamente pela criança e isso ocorre porque até os seus dois aninhos o cérebro ainda processa novos sons de forma bastante acelerada, porém, quando se trata de formular frases com o uso perfeito da ordem das palavras a história muda um pouco de figura.

Mas, sem receio! Aprender as efetivas complexidades gramaticais pode levar um bom tempo mesmo – se você parar para pensar até mesmo muitos adultos acabam tendo dificuldades para dominar a própria língua.

Não precisa ficar corrigindo a criança o tempo todo, pois por mais impressionante que pareça a criança nessa fase possui uma ampla capacidade para aprender o uso assertivo de verbos, pronomes, concordância e por aí vai.

Com o passar do tempo você poderá perceber que seu filho estará cada vez melhor na sua comunicação e formulando frases cada vez mais bem elaboradas e até mesmo aplicando determinadas palavras no plural.

Logicamente que as confusões e pequenos erros ainda poderão permanecer por mais alguns anos, mas é um processo gradual que irá se consolidar no dia a dia.

Já com relação ao aprendizado de outro idioma, o que não faltam são pais que ficam na dúvida sobre esse ser o momento mais oportuno ou não. Segundo alguns especialistas, a dica é já apostar em colocar a criança em uma escola bilíngue.

As crianças tendem a ter uma facilidade muito maior em aprender outros idiomas e até mesmo assimilar sons de forma muito mais efetiva do que adolescentes e adultos.

O ideal é tentar encontrar uma escola que procure estabelecer o aprendizado por meio do diálogo e não com repetições em determinados dias da semana – para a criança de 2 anos e 3 meses, um aprendizado mecânico pode se tornar cansativo, e nesse caso a repetição pode ser o caminho mais interessante!

Mais sobre a Criança de 2 anos e 3 meses

criança de 2 anos e 3 meses

A cada dia que passa você percebe que a criança de 2 anos e 3 meses está ainda mais expert no controle de seus movimentos, e o que antes parecia difícil e quase impossível de se fazer, agora é muito mais fácil e natural!

Agora a criança já consegue segurar e manusear objetos bem menores e até mesmo se diverte por muito mais tempo empilhando bloquinhos para que eles sejam derrubados logo em seguida – e isso repetidas vezes!

A concentração também é um aspecto muito marcante dessa fase da criança – ela consegue focar durante muito mais tempo em determinadas ações e tarefas e pode até mesmo acontecer dela estar tão entretida na maratona de construir suas torres de blocos ou na separação de pecinhas que poderá ficar bem brava quando for interrompida por qualquer motivo que seja.

Convencer seu filho que é hora de encerrar a brincadeira para poder tomar banho, para comer ou para fazer qualquer outra coisa importante pode exigir uma boa de paciência e jogo de cintura, principalmente se a brincadeira estiver realmente muito boa para ela.

Uma dica é ir preparando o terreno, ou seja, ir dando alertas de que a brincadeira deverá ser encerrada logo mais– estipular pequenos prazos, como “5 minutinhos e depois vamos jantar, ok!” é uma forma de tornar o processo menos difícil para ambos.

Criança de 2 anos e 3 meses – como anda a alimentação do seu filho agora?

Agora a criança come praticamente o mesmo que o restante da família, mas é sempre importante focar em uma alimentação saudável e bem balanceada.

Vale como ponto de atenção avaliar se o seu filho ainda está apresentado àquelas gordurinhas de bebê – é importante manter um bom dialogo com o pediatra e pedir orientações sobre uma alimentação adequada para ele.

Não tente fazer isso por conta própria, cortando alimentos aqui e ali achando que assim ajudará na redução do peso do pequeno – é importante saber avaliar se o cardápio diário oferece todos os nutrientes necessário para que seu desenvolvimento continue à todo vapor!

Personalidade e atitudes – como a criança de 2 anos e 3 meses está interagindo com outras crianças?

Se antes seu filho já adorava brincar com os amiguinhos da sua idade, agora ele poderá ficar ainda mais animado com isso – cada vez mais o interesse por outras crianças se torna maior.

Pode até parecer em uma primeira impressão que eles poderão estar se ignorando ou até mesmo que estejam só querendo brigar por qualquer motivo que seja – mas, na verdade para a criança nessa fase essas primeiras amizades são a coisa mais reais do universo.

Além disso, estabelecer um convívio com outras crianças na mesma faixa etária é uma excelente forma de ajudar no treinamento de suas habilidades sociais e ainda agregar uma maior variação de interação na rotina da criança.

Se a criança já está devidamente matriculada em uma escolinha ou creche nessa fase da sua vida, provavelmente poderá já ter um amiguinho mais próximo – ou até mesmo mais de um.

Porém, se a criança ainda não está exposta a esse convívio e permanece em casa, é importante que os pais procurem estimular essa interação,  levando-a no parque ou até mesmo permitindo que outras crianças sejam convidadas para brincarem juntas – isso torna possível uma maior convivência e será extremamente benéfico para o desenvolvimento do pequeno.

E uma dica importante – não tente convidar várias crianças ao mesmo tempo, porque controlar as brigas e deixar o contato facilitado poderá ser um desafio e tanto. Prefira grupos menores.

Em geral, crianças por volta dos 2 aninhos de idade tendem a brincar de forma mais efetiva em duplas e talvez chamar um grupo maior seja algo estressante para ele. Evite também crianças muito maiores, preferindo as que tenham a mesma faixa etária.

Não permita também que o tempo da brincadeira seja excessivamente longo, se possível, determine entre 30 minutos e 1 hora. Evitar brinquedos, quando possível também é uma boa estratégia, pois nessa idade as crianças ainda tem um grande sentimento de posse e conflito.

Quando for se referir à outra criança sempre use a palavra “amigo” – o mesmo vale para os amigos dos papais! Isso ajuda a criança a assimilar melhor a questão de relacionamento e interação com o próximo!

A criança de 2 anos e 3 meses é como uma esponja – absorve conhecimento e se cerca de informações a todo momento! E por isso estabelecer estímulos é sempre tão importante!

Acompanhe-nos no facebook

leia também…

Cuidados especiais na infância

Veja Também

Criança de 4 anos e 6 meses

Criança de 4 anos e 6 meses  Um belo dia você olha para aquela criança …

Deixe uma resposta