Home / Bebê mês a mês / Criança de 4 anos

Criança de 4 anos

Criança de 4 anos 

Você chegou em casa e um belo dia  percebeu que a criança de 4 anos está falando deliberadamente com ninguém mais, ninguém menos com um amigo imaginário! – O que fazer? Entrar em pânico? Entrar na conversa? Ou achar que algo está errado?

Na verdade, isso é algo absolutamente normal dessa fase e tenha certeza que poderá ser um fator bastante recorrente – em geral isso pode ocorrer dos 3 anos até os 7 anos de idade.

Esse tipo de comportamento evidencia que seu filho está com um ótimo desenvolvimento e que ele tem boas doses de imaginação e criatividade para dar e vender!

Em meio a brincadeiras de cunho fantasioso, a criança acaba revelando o que de fato existe no meu mundo interior, e diferente do que muitos pais acreditam, o amigo imaginário não se refere a um sinal de dificuldades no que diz respeito à socialização – na verdade, é justamente o contrário.

Pode ser que a criança a criança seja realmente tão sociável que precise inventar até mesmo dar nome ao seu amigo imaginário – ou amigos, dependendo da criança! Elas podem sim ter mais de um!

Esses tais amigos são criaturas que ela tem a oportunidade de compartilhar coisas das quais tem aprendido ao longo de sua breve trajetória de vida e até mesmo tudo que ela inventa com a sua imaginação fértil.

É muito comum que os seus amiguinhos imaginários também tenham alguns nomes estranhos e bem incomuns – mas, com o tempo, esses protagonistas de histórias e brincadeiras tendem a desaparecer e isso ocorre de uma forma muito natural e longe de ser um processo estressante.

Atitudes e comportamentos da criança de 4 anos

Provavelmente seu filho está com a energia e a vitalidade a todo vapor nessa fase. Ele vive correndo, subindo nas coisas, pulando e não pode ver uma bola que já quer se divertir com ela.

Nessa fase, os pais podem estimular que a criança aprenda atividades novas, como andar de bicicleta, por exemplo – claro, que ainda você deverá ter o cuidado de manter a bicicleta com rodinhas, pois será um processo lento de aprendizado.

Desenhar é algo que a criança nessa fase simplesmente adora. Canetinhas e tintas são elementos que podem entreter a criança por bastante tempo agora.

Dê bons exemplos

Os bons exemplos devem ser mantidos em meio à rotina diária, e isso é importante, pois ajuda a estimular hábitos simples, como escovar os dentes. Uma dica interessante é que os pais façam isso junto com a criança, ensinando e mostrando como é feita a escovação – a criança tente a imitar o que vê os pais fazendo, e com esse tipo de ação ficará mais fácil consolidar que esse topo de atividade seja naturalmente presente em sua vida.

Falar sobre a importância da higiene também é fundamental – pode ser que ele ainda apresente certa resistência para ir tomar banho, escovar os dentes, pentear o cabelo ou até mesmo cortar as unhas.

Mas, mesmo diante de uma pequena birra, é importante que os pais deixem claro que essas atividades são importantes e vitais para o seu bem estar. Com calma e bons exemplos, ele provavelmente irá se render a fazer cada tarefa de forma natural.

Participar desses momentos junto com a criança pode tornar as ações mais divertidas e pode ser uma ótima oportunidade de se trocar amor e carinho com os pequenos!

Uma dica interessante é ter cuidado com as escolhas dos elementos que será usado na rotina de higiene, isso pode facilitar o processo. A escova de dentes deve ser apropriada para a idade, assim como o shampoo, condicionador e até mesmo o sabonete.

A atitude proveniente da fase edipiana!

criança de 4 anos

A criança dos 3 anos de idade até o 6 anos de idade tende a passar por uma fase chamada “fase edipiana”, que nada mais é do que o momento que ela passa a ter consciência de que é uma pessoa autônoma, bem como o seu gênero.

É natural que ela também passe a imitar de forma mais insistente um dos pais, sendo mais comum que ela tome como espelho quem é do meu sexo que ela.

Ao mesmo tempo, pode acontecer dela estabelecer uma certa rivalidade com o mesmo sexo também – por exemplo, as meninas podem querer ir para a escola ou andar pelo shopping de mãos dadas com o papai, já os meninos querem ficar mais com a mamãe.

Isso não quer dizer que eles tenham predileção maior por um ou por outro – ela apenas estará colando em ação a sua identificação e até mesmo exercendo uma parcela da sua capacidade de sedução.

É importante que os pais mantenham sempre um diálogo com a criança nesse sentido – não será difícil ouvir que o filho queira casar com a mãe e a filha queira casar com o pai – na cabeça deles isso é natural e não tem conotação mais profunda. O importante é explicar para criança de 4 anos  que isso não é possível e estabelecer uma boa orientação desde já!

Mais sobre a Criança de 4 anos 

Não importa – seja dentro de casa ou explorando o mundo lá fora, o que os pais mais querem em sua vida é que a criança de 4 anos   esteja sempre segura e protegida, não é mesmo?

Nos dias atuais estabelecer uma boa educação e criação dos filhos não é uma tarefa tão simples. A constante violência que estamos sempre expostos, acidentes domésticos e outros fatores são situações absolutamente frequentes, e exigem que os pais precisem ficar sempre mais e mais atentos a tudo.

Logicamente não há como ficar 24 horas por dia vigiando a criança, ainda mais agora que ela já tem 4 aninhos de idade e provavelmente já frequente a escolinha e seja mais independente.

Em um mundo ideal, é importante que os pais dediquem esforços a atribuir noções básicas para seus filhos a respeito de noções importantes de segurança e limites.

Essas são ações simples, como não atravessar a rua sem dar a mão para o papai ou para mamãe (algumas crianças apresentam resistência nesse comportamento por acreditarem que podem fazer tudo sozinhas), não chegar perto do fogão quando o mesmo estiver aceso, não mexer em fios e cabos que estejam na tomada, não falar com estranhos ou aceitar doces de quem não conhece, entre outras coisas.

Logicamente que a total responsabilidade sobre a segurança da criança deve e precisa ser sua, porém, procurar deixa-lo mais cuidadoso poderá agregar resultados importantes para os eu futuro.

Vale salientar que isso não deverá ser feito de forma que a criança fique extremamente medrosa ou alerta em demasia – são pequenos toques que devem ser inseridos no processo de desenvolvimento e educação dela.

A criança de 4 anos está com a coordenação motora ainda mais desenvolvida!

Sua coordenação motora está cada vez mais precisa e em geral é nessa fase que muitas crianças começam a demonstrar sua preferencia pela mão direita ou pela mão esquerda.

Quando ele estiver usando mais cadernos e também desenhando, é importante ficar atenta na forma como a criança encosta a cabeça no próprio caderno ou até mesmo quando estiver vendo TV.

Nessa fase também é interessante realizar uma consulta junto ao oftalmologista – caso ainda não faça. Esse é o melhor momento para certificar se está tudo em ordem com a sua visão, principalmente se os pais já tiverem algum tipo de problema para enxergar, como miopia, hipermetropia, astigmatismo, etc.

Se a criança precisar mesmo dependendo do uso de óculos, procure escolher modelos adequados para a sua idade – algumas armações confeccionadas em silicone e com elástico na parte de trás podem agregar maior conforto e até resistência, já que agora o pequeno não terá disposição para ficar quietinho sem correr ou pular.

O sono agora também apresenta uma drástica melhora, se comparado às fases anteriores do seu desenvolvimento. As interrupções são bastante raras durante a noite – mas, não se surpreenda por uma situação de xixi na cama de vez em quando. Isso é normal até os 5 anos de idade.

Tudo vira motivo para perguntar e quando isso acontece, é fundamental que a criança tenha respostas – mesmo que você não saiba como responder, diga que não sabe ou que irá procurar uma resposta para a criança. Essa é uma ótima oportunidade de você aprender junto com seu filho.

A alimentação aos 4 anos de idade? O que muda?

criança de 4 anos

Nosso atual estilo moderno de alimentação certamente acaba afetando a vida dos pequenos, e alguns cuidados devem ser levados em consideração, principalmente para que seu desenvolvimento não seja comprometido.

Os famosos alimentos industrializados e refeições práticas não sempre possuem todos os nutrientes necessários para os pequenos e podem também afetar o seu estado nutricional, agregando desnutrição e ainda acarretar problemas associados à obesidade infantil.

O importante é sempre ponderar hábitos saudáveis, estabelecendo uma rotina com horários regrados – café da manhã, almoço, lanchinho da tarde e janta são refeições importantes e que jamais devem ser ignoradas na rotina diária da criança. – na verdade, para toda pessoa, inclusive você.

As crianças se espelham muito nos hábitos alimentares dos pais e por isso se você não possui o hábito de comer frutas, verduras, legumes e saladas certamente estará motivando a criança a também não seguir esse costume saudável.

Os pratos potencialmente coloridos e ricos e nutrientes devem ser sempre a escolha para compor a refeição do seu filho – comer junto com ele, sempre que possível também é importante.

Se ele apresentar alguma resistência a comer legumes e verduras, por exemplo, procure testar receitas diferentes, que o pequeno ainda não tenha experimentado – crianças nessa fase são curiosas e quando estimuladas tendem a querer descobrir novas possibilidades.

A criança de 4 anos é cheia de energia e vida e está sempre querendo aprender mais e mais todos os dias – aproveite para aprender junto com ele e estimule essa fase tão importante do seu desenvolvimento.

Acompanhe-nos no facebook

Leia Também…

Cuidados especiais na infância

Veja Também

Criança de 4 anos e 6 meses

Criança de 4 anos e 6 meses  Um belo dia você olha para aquela criança …

Deixe uma resposta