Home / cuidados especiais / Crianças viciadas em celular ou tablet

Crianças viciadas em celular ou tablet

Conselhos para pais com crianças viciadas em celular ou tablete

Já não é mais novidade o fato de que as crianças atualmente parecem nascer já sabendo mexer nos dispositivos eletrônicos, não é mesmo? A facilidade como elas aprendem a lidar com a tecnologia é cada vez mais impressionante! – o problema é quando as crianças ficam viciadas em celular ou tablet e isso acaba se tornando prejudicial para a saúde.  Como os pais podem lidar com isso?

O fato é que atualmente as crianças já nascem com a tecnologia sempre por perto e justamente por esse motivo elas conseguem estabelecer um aprendizado quase que imediato sobre dispositivos eletrônicos – em geral, antes mesmo de começarem a falar!

Mas, será que existe uma alguma medida indicada para que os pais lidem com essa atual geração tecnológica? Ou será que o mais indicado é permitir e pronto?

Crianças viciadas em celular ou tablete – como os pais devem agir?

O vício nunca é algo benéfico, não importa em que esfera ele esteja enquadrado! E é cada vez mais comuns vermos crianças viciadas em dispositivos móveis e gadgets repletos de funcionalidades.

Porém, por mais que eles possam ser usados para ajudar no desenvolvimento das crianças (essa é a realidade que elas estão nascendo) é preciso sempre ponderar. Mas como isso será feito para que os prejuízos não sejam superiores aos benefícios.

Se você já percebeu que seu filho é um viciado no tablet ou no celular e está querendo achar uma solução para essa questão, confira abaixo algumas dicas essenciais para lidar com essa situação:

Crianças viciadas em celular

  • Onde guardar? – uma maneira interessante de controlar o uso desses aparelhos é estipular um lugar fixo onde ele possa ser guardado – deve ser um local onde toda a família tenha fácil acesso, como por exemplo, na sala de casa! Assim você conseguirá ficar de olho no que a criança está fazendo e até mesmo controlar o tempo que ela ficará usando o equipamento.
  • Estabeleça limite de tempo para os joguinhos – todas as atividades das crianças precisam de limites e critérios para poderem ser saudáveis e benéficas para o seu desenvolvimento, por isso impor um tempo limite para o uso de tais dispositivos e jogos é primordial – estimule a criança a interagir com os amiguinhos e realizar outras atividades para gastar sua energia!
  • Crie regras – nem sempre isso será fácil, mas as regras devem e precisam existir sempre! É preciso estabelecer quando, como e onde ela poderá usar o tablet ou o celular.
  • Seja você o dono – é fundamental que a criança não tenha seu próprio tablet ou celular, porque aí as chances de você perder o controle do tempo que ela usa é ainda maior! Deixe claro que é seu o equipamento e que ele precisa de regras para ser usado.
  • Seja um bom exemplo também – dizer que a criança viciada, mas também não ter moral para falar é a pior das iniciativas! Se você também não muito controle sobre como usa seus dispositivos eletrônicos como poderá cobrar que seu filho tenha ponderação? O que não faltam são adultos viciados também e por isso é importante saber avaliar como você pode ser um bom exemplo.
  • Use junto com ele – uma tática interessante é usar o tempo de uso do tablet ou celular para ficar junto com seu filho – procure jogos ou outros aplicativos para que vocês possam interagir juntos. Muitos jogos são absolutamente interativos com ideias para agregar valor no desenvolvimento dos pequenos e é nesse tipo de conteúdo que você pode apostar.
  • Usar tablet ou celular para criança parar de fazer birra – esse é um hábito bem comum: se a criança chora, faz birra ou não fica quieta, logo os pais decidem dar algum dispositivo eletrônico para ela ficar quieta. O problema é que ela passa a entender que se fizer algo do tipo poderá ter o que deseja e não terá vontade de realizar outra brincadeira ou interação de acordo com a sua idade.
  • Não use o tablet para tudo – é comum hoje em dia os pais lerem histórias para as crianças diretamente de tablets e celulares, mas uma dica é nunca esquecer de também investir no uso dos bons e velhos livros. Crianças são visuais e se espelham nas suas atitudes e ter familiaridade com livros é fundamental para estimular que ela também tenha vontade de ler e considere esse um hábito!

Lidar com crianças viciadas em celular ou tablet nem sempre é uma tarefa fácil, mas é importante que os pais tenham força de vontade para impor limites sempre!

Acompanhe-nos no facebook

Leia também…

Crianças que roem unhas

Depressão Infantil

Obesidade Infantil

 

Leia também

timidez na infância

Timidez na infância

Timidez na infância Saiba mais sobre a timidez na infância, aprendendo a lidar com essa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *