Febre amarela - O que você precisa saber - Bebês e Crianças
Home / cuidados especiais / Febre amarela – O que você precisa saber 

Febre amarela – O que você precisa saber 

Febre amarela – O que você precisa saber 

Se você é do tipo que nunca abre mão de acompanhar os noticiários atuais e se manter sempre bem informada, certamente já acabou de deparando com matérias focadas na elevação dos casos de febre amarela no estado de São Paulo, certo? – Mas, diante desse problema de saúde pública que vem ganhando proporções grandes, o que você precisa saber sobre febre amarela afinal?

O fato é que tais casos criaram um alerta maior na população – recentemente a doença foi encontrada em macacos da espécie Bugiu que eram criados em alguns parques ecológicos da cidade e por isso tais locais tiveram seu acesso restringindo e a procura por vacinas intensificada. Um dos casos mais recentes aconteceu no Parque Ecológico do Tietê, 4 macacos morreram por contaminação da febre amarela. Imediatamente o parque foi fechado.

O fato é que muita gente escuta sobre o assunto e até mesmo debate acerca dele – porém as dúvidas e receios com relação a doenças continuam sendo uma constante.

Isso porque muitos têm medo de que a doença acabe se transformando em uma grande epidemia!

 

O que você precisa saber sobre febre amarela – entenda as medidas tomadas!

Nos últimos dias os noticiários têm focado bastante na possibilidade de um surto da doença, porém agora a Febre Amarela pode estar começando a se manifestar com números relevantes em São Paulo – até então a região do país não tinha vivenciado relevantes indicativos de casos.

Até então, somente em São Paulo já foram confirmadas muitas mortes de macacos da espécie Bugiu por conta da doença e por isso as autoridades de saúde estão focando sua preocupação por receio que um surto venha acometer o estado.

O ponto de tensão é com relação à proliferação dos mosquitos silvestres Haemagogus e Sabethes – que são os transmissores naturais da febre amarela.

A Secretária da Saúde e do Meio Ambiente tomaram a iniciativa rápida de criar uma campanha de vacinação que deverá vacinar cerca de 1 milhão de pessoas.

O foco é vacinar pessoas que estejam localizadas em bairros próximos dos locais que os animais acabaram sendo infectados pela doença.

Para não haver dúvidas, os residentes dessas regiões podem procurar locais como as unidades Básicas de Saúde dos bairros de Hortolândia, Vila Rami, Novo Horizonte e Caxambu – todas as unidades realizam atendimentos das 9 horas até as 16 horas.

Já as unidades de Hortolândia, Tamoio, Caxambu, Vila Rami, Fazenda Grande e Agapeama realizam seus atendimentos com horário estendido, o que permite um acesso mais facilitado para quem trabalha em outras localidades da cidade – o horário é até às 20 horas.

A expectativa é que em breve o atendimento seja também direcionado para novos bairros, como Tremembé, Vila Nova Cachoeirinha e Casa Verde – todos próximos à região do Horto (onde os macacos foram infectados – o local continua com acesso fechado ao público).

febre amarela

Conheça os tipos de febre amarela, como é a sua transmissão e a atuação da vacina!

Há dois tipos distintos de febre amarela, sendo:

  • A febre amarela urbana – que é a doença que transmite o vírus flavivírus por meio do mosquito fêmea do Aedes Aegypti (o mesmo que transmite a Dengue, Chicungunha e Zika Vírus!). A doença não possui registros no país desde o ano de 1942.
  • E a febre amarela silvestre – também transmite o mesmo vírus, porém primeiramente o mosquito acaba sendo contaminado na sua primeira picada em primatas que ficam situados em locais de floretas tropicais. Os mosquitos transmissores são Haemagogus e o Sabethes (fêmeas).

É importante destacar que não ocorre a transmissão da doença entre pessoas – ou seja, somente por meio da picada do inseto. Nesse caso, o inseto precisaria picar uma pessoa ou primada infectados e posteriormente picar uma pessoa até então saudável.

A forma mais promissora de conter o problema é por meio da vacinação – a ação da vacina possui um poder de proteção que se consolida no prazo de até 10 dias depois da aplicação da dose.

Ela também é disponibilizada pelas redes públicas de saúde e também redes particulares e podem ser aplicadas em crianças a partir dos 6 meses de idade –  a recomendação é que ela também seja renovada a pelo menos cada 10 anos.

Vale ainda salientar que a vacina não é indicada em alguns casos: mulheres gestantes, mulheres que estejam amamentando, crianças com idade inferior a 6 meses, indivíduos que sejam diagnosticados como imunodeprimidas, pacientes diagnosticados com câncer e também pessoas com mais de 60 anos.

Quais os sintomas?

Os sintomas em geral ocorrem no prazo de 3 até 6 dias após a pessoas ser infectada – febre, mal-estar, vomito, calafrios, diarreia, pele amarelada (icterícia), ausência de apetite, náuseas, dores musculares e na cabeça, hemorragias, comprometimentos nos rins, coma hepático, hepatite e até mesmo problemas cardíacos que podem matar!

Agora que você já sabe o que você precisa saber sobre febre amarela fique sempre de olho nas noticias e também sobre as campanhas de vacinação na sua região – e certifique se você já tomou a dose recomendada anteriormente na carteirinha de vacinação!

Leia Também…

 

Fui diagnosticada com Zika Virus posso amamentar?

Quais os Sintomas da Zika Vírus?

Zika Vírus na gestação

Virose em Crianças

Guia de vacinação infantil

 

Check Also

estomatite em crianças

Estomatite o que é

Estomatite o que é? A estomatite  é uma doença bastante incômoda que causa imensa dor aos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *