Home / Piso de Protecao / Grama Sintética tudo o que você precisa saber

Grama Sintética tudo o que você precisa saber

Grama Sintética tudo o que você precisa saber antes de comprar!

A Grama Sintética foi inventada nos EUA em 1965 e usada pela primeira vez no NRG Astrodome, no estado do Texas. Já em 1970 ganhou popularidade na Europa e Canadá.

No Brasil a Grama sintética começou a ser fabricado em meados de 1995, mas ganhou popularidade no ano de 2000, e dê lá para cá vem ganhando cada vez mais destaque entre os arquitetos, decoradores e paisagistas.

Vantagens da Grama Sintética ➯ A Grama artificial é versátil e se adapta em diversos projetos como jardins, playgrounds, sacadas e para qualquer finalidade onde o ambiente é destinado ás crianças. Fácil de limpar e higienizar, não propaga fogo, é anti-fungico, não desbota e deixa o local seguro contra quedas.

Desvantagens da Grama Sintética ➯ Algumas Gramas Sintéticas ainda são fabricadas com um alto teor de chumbo em sua composição, o que faz com que ela seja “barata”! O Chumbo mesmo em pequenas quantidades, faz mal a saúde. Mas também há Gramas fabricadas sem essa substância, porém elas possuem um valor mais mais elevado. A dica é não economizar, invista em um produto de melhor qualidade longe de substâncias tóxicas.

Grama Sintética como colocar?

Muitas são as dúvidas de como colocar a grama sintética e por isso fizemos um tutorial para você, assista o vídeo:

  1. Avalie a largura e comprimento do seu terreno
  2. Limpe a área antes da instalação, elimine qualquer poeira, areia, folhas e outros detritos que possam fazer com que a cola não pegue 100% na grama.
  3. Estique a Manta de grama sintética e faça os recortes necessários para adaptar a área.
  4. Dobre as pontas do tapete em toda sua extensão, a cola será aplicada somente nas laterais e emendas.
  5. Com o auxilio de uma escova ou pincel aplique a cola de contato no chão e na base do tapete e espere 10 minutos para a cola secar conforme embalagem do produto.
  6. Desdobre a manta aplicando-a no chão e fazendo a cola dar contato.
  7. Com o auxilio de um estilete faça os acabamentos

Qual o preço da Grama Sintética?

O preço da Grama Sintética é calculado em m² ( metro quadrado) e, pode variar entre R$ 30,00 e R$ 100,00 , tudo depende do tipo de fio, tipo de base e estrutura do fio.

No mercado existem 2 opções de Grama Sintética (Decorativa e Esportiva), vou explicar no detalhe todas as alturas e sua finalidade:

Grama Decorativa ➯ Consideradas gramas decorativas por possuírem um fio com estrutura resistente apenas para ambientes decorativos como: jardins, playgrounds, sacadas, piscinas, decoração de festa infantil entre outros. 

As alturas encontradas no mercado são: 10mm / 12mm / 15mm / 20mm / 22mm / 25mm

Os dois fios mais comuns são o “Fibrilado e o Europeia”. O fibrilado possui fios uniformes, de apenas uma tonalidade, os fios são exatamente do mesmo tamanho, quanto ao Europeia, ela imita a grama natural, possui três tonalidades de fios diferentes, os fios são de tamanhos diferentes se aproximando de uma cópia da grama natural.

Referente a qualidade, o fio “fibrilado” costuma durar cerca de 3 a 5 anos e a “europeia” cerca de 10 a 13 anos.

Grama Esportiva ➯ Como o próprio nome diz, ela possui estrutura para jogos esportivos como: futebol, baseball, tênis etc…
As alturas encontradas no mercado são: 20mm / 25mm / 30mm / 40mm / 45mm / 50mm
Os tipos de fios são ” Fita plana fibrilada e Monofilamento ” . O modelo “Fita Plana Fibrilada”, você irá encontrar a abreviação como FTP, esse modelo é indicado para as modalidades de Tênis, Padel, Golf, Hugby e Mini campos de futebol. Já a “Monofilamento”, além de todas essas modalidades é indicada também para campos de futebol profissional.
Sobre a qualidade, ambos costuma ter durabilidade entre 8 a 10 anos, o que difere é que a monofilamento com base tripla, resiste melhor a chuteiras com cravos.

Qual a vida útil da Grama Sintética?

A vida útil da grama sintética depende do uso, mas em média a durabilidade são de até cinco anos.
Essa durabilidade de até cinco anos para o fio decorativo fibrilado, já o modelo de grama decorativa europeia, pode durar até 10 anos. Lembrando que a durabilidade, vida útil da grama sintética tem uma manutenção muito simples e com menor custo, se comparado a grama natural.
A grama sintética não é necessário regar, adubar, podar ou aplicar qualquer produto químico para eliminar pragas. Além disso ela estará bonito o ano todo, sempre verdinha, mesmo em diferentes condições climáticas ela não é afetada.
Somando esse ótimo custo benefício, versatilidade, beleza e conforto, consideramos a grama sintética uma ótima opção para quem quer aplicá-la em um jardim, playground ou em qualquer área de decoração.
Mas lembre-se, para que o produto tenha uma durabilidade maior é necessário que a manutenção / limpeza, seja feita de forma correta, caso você aplique produtos químicos em sua lavagem, a grama sintética pode diminuir sua vida útil.

Idéias de Decoração com Grama Sintética

grama sintética ideais para decorar 1 grama sintética ideais para decorar 2 grama sintética ideais para decorar 3 grama sintética ideais para decorar 4 grama sintética ideais para decorar 5

Como fazer limpeza da Grama Sintética?

A Grama Sintética deve ser limpa apenas com água e sabão neutro. Se o tapete estiver seco e com apenas algumas sujeiras, o mesmo pode ser varrido ou aspirado.

Passo a passo para fazer a limpeza da Grama Sintética.

  1. Dilua em um balde, detergente neutro e se a Grama Sintética for usada por pets recomendamos o uso de Sanol.
  2. Molhe o tapete , em seguida com o auxilio de uma vassoura esfregue, removendo as manchas.
  3. Enxague, até que remova por completo todo sabão.
  4. Em seguida, aplique se necessário o Sanol, para eliminar qualquer tipo de cheiro.
  5. Novamente, use a água normal para tirar os excessos
  6. Com o auxílio de um rodo, tire a água da superfície.
  7. Em áreas externas a Grama Sintética seca muito rápido devido ao sol. Caso haja necessidade, use um pano para ajudar na secagem.

 

Como colocar Grama Sintética na Terra?

Uma dúvida frequente que encontramos é se a Grama Sintética pode ser colocada diretamente na terra? A resposta é não, saiba o que você deve fazer antes de aplicá-la.
O gramado sintético não pode ser colocado diretamente na terra pelas seguintes razões:
  • A superfície costuma ter irregularidades
  • Pedras podem perfurar a base da grama
  • A terra em contato direto com a base da grama pode apodrecer o tapete

Mas como posso instalar a Grama Sintética na terra? Antes de aplicar o tapete, siga esse passo a passo:

  1. Compacte a terra e nivele a superfície
  2. Aplique uma camada de pó de pedra, cobrindo qualquer superfície aparente
  3. Após esse procedimento, estique toda a manta de Grama Sintética
  4. Prenda as laterais do tapete do grampos de barraca

O tapete de Grama Sintética pode ser aplicado mesmo em superfícies íngremes, o produto é maleável e de fácil aplicação.

Grama Sintética absorve água ?

A Grama Sintética é permeável, ou seja , a água passa por ela. Ideal para aplicação em jardins, onde ao molhar as plantas que estão ao seu redor o produto também deixa passar a água para o solo.

Quando você for instalar o tapete em uma laje, onde a água não pode infiltrar, é necessário que você faça a impermeabilização antes de aplicar a grama sintética, pois como dito anteriormente ela é permeável.

A instalação em quintal / Playgrounds ou até mesmo jardins, que já possua contrapiso, deve ser deixado um ralo no local para escoamento da água.

A Grama sintética é fabricada ou em polipropileno ou em polietileno, esses dois materiais, secam muito rápido após serem molhados, e, como dissemos anteriormente ela é um produto que não retém água conduzindo a mesma para o caminho que seja levada, ou um ralo ou diretamente na calçada.

Como deve ser feito o Contrapiso para colocação de Grama Sintética?

Para não haver acúmulo de água devido aos desníveis da superfície, ao fazer o contrapiso para instalação da Grama Sintética, deixe um caimento de pelo menos 1% para onde você determinar que será o escoamento da água.

O tapete de grama sintética irá acompanhar o caimento do piso, se ele empossar água , continuará com o problema por isso recomendamos ter um caimento mínimo, para os ralos ou diretamente para a calçada.

Materiais ou equipamentos que serão utilizados

  • Argamassa para contrapiso;
  • Cimento;
  • Mangueira de nível ou nível a laser;
  • Pedaços de cerâmica ou tijolo para fazer as marcações de nível;
  • Colher de pedreiro;
  • Trem;
  • Balde ou lata para colocar água;
  • Escova
  • Desempenadeira;
  • Régua metálica;
  • Socador manual para compactação do contrapiso;
  • Pá;
  • Enxada;
  • Alavanca;
  • Vassoura;
  • EPI – Equipamentos de Segurança Individuais.

Método Executivo

Condições para o início do serviço de contrapiso

  • Áreas molhadas como banheiros, áreas de serviço, cozinhas e varandas devem estar impermeabilizadas e prontas para o recebimento do contrapiso;
  • Se existirem pontos de esgotos como ralos, saída de esgoto de vasos sanitários e lavatórios os mesmos devem estar prontos.

Etapas para execução de contrapiso

  • Retirar restos de entulhos, restos de argamassa ou outros materiais aderidos à base com a alavanca ou outra ferramenta ou equipamento que possibilite essa ação;
  • Realizar o apiloamento da superfície para a regularização de sua base;
  • Varrer bem a superfície onde será aplicada o contrapiso eliminando o pó e outras partículas;
  • A partir do nível de referência, transferir os pontos de níveis para todos os cômodos utilizando-se a mangueira de nível ou o nível a laser. Nesta etapa, observar os pontos em que o contrapiso será mais alto ou mais baixo dependendo do cômodo;
  • Assentar as taliscas (pedaços de cerâmica ou tijolo) utilizando-se a mesma argamassa que será utilizada no contrapiso. As taliscas deverão ser assentadas com distanciamento máximo de 2m, e respeitando os caimentos nas áreas frias;
  • Executar as mestras espalhando com a enxada entre duas taliscas a argamassa para contrapiso numa quantidade para sobrepor a altura das taliscas. Em seguida, compactar com o socador manual;
  • Com o auxílio da régua de alumínio, nivelar a argamassa excedente até que a mestra fique no mesmo nível das taliscas. Com a mestra executada deve-se retirar as taliscas.
  • Realizar o procedimento utilizado para as mestras em todo o cômodo e executar o contrapiso;
  • Sarrafear toda a superfície, utilizando régua metálica apoiada sobre as mestras em movimentos de vaivém, “cortando” a superfície da argamassa até que seja atingido o nível das mestras;
  • Preencher os espaços vazios com argamassa, não se esquecendo de compactá-las;
  • Iniciar o acabamento logo após terminar o sarrafeamento, umedecendo a superfície com água, utilizando brocha para borrifar por cima do piso.
  • Com o auxílio de uma desempenadeira, deixar o contrapiso bem uniforme;
  • Em locais onde haja ralos e esgotamento, executar o acabamento da mesma maneira que o realizado no restante da superfície;
  • Terminado o serviço, a área em que foi aplicado o contrapiso deverá ser isolada e proibido o trânsito de pessoas até que o contrapiso esteja totalmente curado. Fonte: https://www.escolaengenharia.com.br/como-fazer-contrapiso/

 

Como colocar Grama Sintética na parede?

A grama Sintética instalada na parede deve ser aplicada com cola de contato, mas antes da instalação, certifique-se que o muro não possui umidade, a umidade impede a cola de contato de segurar a manta presa.

Para tratar a umidade, caso tenha, faça o seguinte procedimento:

  • Aplique 1 ou 2 demão de selador branco;
  • Aplique de 2 a 3 demãos de Vedapren Parede ou produto similar.

Após a aplicação desses produtos para impermeabilização, você já pode aplicar o tapete de grama na parede do muro. Basta passar cola de contato com o auxilio de um pincel ou escova, tanto no muro como na base da grama sintética. Após secar 10 minutos, aplique a manta dando o contato e fixando bem o produto para que não fique rugas.

 

Leia Também Segurança em Playgrounds 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *