Gravidez ectópica - Gravidez fora do útero - Bebês e crianças !
Home / Tudo sobre gravidez / Gravidez ectópica – Conheça mais informações sobre a gravidez que ocorre fora do útero.

Gravidez ectópica – Conheça mais informações sobre a gravidez que ocorre fora do útero.

Gravidez ectópica – Conheça mais informações sobre a gravidez que ocorre fora do útero.

A gravidez ectópica é, infelizmente, um problema mais comum do que muitas pessoas possam imaginar e muitas mulheres acabam tendo de lidar com ele! Quanto antes o diagnostico for feito, melhor para a saúde e as chances de uma nova gravidez no futuro!

Por acaso você sabe ou até mesmo já ouviu falar sobre a gravidez ectópica? Pois saiba que, infelizmente, esse é dos problemas que pode ocorrer na gravides molar!

A Gravide molar consiste em um tipo de “alarme falso”, ou seja, a mulher pensa que está grávida, mas na realidade o feto não consegue se manter em desenvolvimento.

Antes de se aprofundar nesse assunto, é importante salientar que esses casos são mais recorrentes do que se imagina e muitas mulheres acabam vivenciando essa condição.

De maneira geral, a gravidez ectópica, também conhecida como Gravidez Tubária consiste em um tipo de gestação que acaba desenvolvendo na parte externa do útero.

Como você já deve imaginar, não há como uma gestação como essa seguir adiante, e nesses casos é preciso que a gestante se submeta a um procedimento de remoção do embrião o quanto antes.

Gravidez ectópica – quais são os sinais provenientes a esse tipo de problema?

É de suma importância saber quais são de fato os sinais provenientes da gravidez ectópica!

Em geral, nesse tipo de gravidez ocorre da implantação do óvulo fertilizado em uma das tubas uterinas e justamente por isso muitos a conhecem como Gravidez tubária!

Devido às lesões causadas na tuba, acontece do óvulo não conseguir passar para o útero e por esse motivo a gestação para a se estabelecer nesse local.

E é aí que as mulheres começam a sentir os sintomas, que podem estar associados a dores bastante intensas e acompanhadas de sangramentos – esses sintomas costumam surgir com cerca de 2 semanas do atraso menstrual.

Um ponto de grande relevância é que esse sangramento pode ser considerado incomum, tendo características diferentes da menstruação.

O sangue pode também surgir até mesmo nas fezes e sua tonalidade é bem mais escura, vindo com mais ou menos intensidade – na verdade isso pode variar de um caso para o outro.

Já o sintoma de dor pode se manifestar em ambos os lados da barriga, e de forma bastante persistente. Algumas mulheres também podem sentir manifestações de tontura e chegar até mesmo a desmaiar.

Outro ponto associado ao problema é uma transpiração bem mais intensa.

Diante de todos esses aspectos, se por ventura você acredita estar grávida e simultaneamente está sendo acometida por alguns dos sintomas relacionados acima procure seu médico o quanto antes para saber o que pode estar acontecendo!

gravidez ectópica ou fora do útero

Como é feito o diagnóstico e quais são os possíveis tratamentos?

A forma de se identificar a gravidez ectópica é por meio do exame de ultrassom. Outra forma adotada é o exame de sangue.

Nesse ultimo caso avalia-se o nível de Beta-HCG. Se por ventura os níveis estiverem abaixo do que é considerado normal, o indício dessa condição pode ser constatado.

Em algumas situações o médico poderá ainda solicitar um exame laparoscópico, que é feito por meio do uso de uma pequena câmera inserida no abdômen da mulher.

Durante tal procedimento torna-se possível fazer uma analise acerca das tubas uterinas e se o óvulo estiver devidamente implantado no local, será então detectado.

Na grande maioria das vezes a gravidez ectópica acaba resultando um aborto de forma espontânea, mas há outros casos que pode-se recomendar um tratamento com uso de medicamentos.

Esses medicamentos são chamados de metotrexato e possuem a finalidade de interromper junto à gestação.

Mas, se a descoberta é feita tardiamente e o embrião já se encontra em um tamanho maior, um dos caminhos adotados é a intervenção cirúrgica.

E o que mais você deve saber sobre a gravidez ectópica?

Infelizmente, para algumas mulheres a gravidez ectópica pode ser um estado mais comum e em grande parte dos casos são mais suscetíveis mulheres que já foram acometidas por doença inflamatória.

Isso ocorre principalmente porque o problema tende a acarretar lesões junto à tuba uterina.

Quem já teve que passar por uma intervenção cirúrgica no abdômen, endometriose ou até mesmo vivenciou a gravidez ectópica em outro momento de sua vida pode estar também mais sujeita a ter o problema!

Mas, mesmo que já tenha tido um quadro de gravidez tubária não precisa achar que não conseguirá engravidar futuramente. É absolutamente possível sustentar uma gestação posteriormente.

O mais indicado sempre é ficar atenta para poder obter um diagnostico o mais cedo possível, pois isso eleva consideravelmente as chances da tuba ser ainda mais lesionada, não prejudicando uma nova gravidez no futuro.

Vale destacar que o seu médico deve ser seu grande aliado nesses casos. É importante conversar com ele abertamente sobre as chances de engravidar novamente e saber o seu tempo de recuperação ideal.

Outra dica é sempre manter um bom pré-natal, principalmente porque as chances de uma nova gravidez ectópica são bastante possíveis!

Acompanhe-nos no facebook

Leia também…

Gravidez semana a semana

Tudo sobre gravidez

Check Also

endometriose e gravidez

Endometriose e gravidez

Endometriose e gravidez Confira a relação entre a endometriose e a gravidez e saiba quais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *