Hormônio do Crescimento - GH Hormônio - Bebês e Crianças
Home / cuidados especiais / Hormônio do Crescimento – Bebês e Crianças

Hormônio do Crescimento – Bebês e Crianças

Hormônio do crescimento tudo o que você precisa saber

Os hormônios são produzidos pelo sistema endócrino e estão presentes em todas as pessoas atuando como mensageiros para as células. Um deles é o hormônio do crescimento, também conhecido como GH.

A glândula hipófise, que fica situada na parte inferior do crânio, é responsável pela produção desse hormônio. Ele é fundamental para o crescimento das pessoas desde os primeiros dias de vida.

Seu pico de produção acontece na puberdade, onde os adolescentes tem um alongamento dos ossos e crescimento significativo. A idade para acontecer isso vai variar de pessoa para pessoa, de acordo com vários fatores.

Depois desse período o hormônio do crescimento ainda é produzido e liberado enquanto dorme. Ele irá atuar na manutenção da massa muscular e densidade óssea e irá auxiliar a queima de gordura, mantendo o bom funcionamento do metabolismo.

Porque o hormônio do crescimento é tão importante para nosso corpo?

O GH é indispensável na fase de crescimento, pois sem ele você não irá atingir uma altura normal e poderá ficar muito baixa ou ter o nanismo. Esse termo é usado para quem possui uma baixa estatura grave.

Geralmente você já nota o nanismo a partir dos dois anos de idade, pois ele faz com que a criança não se desenvolva durante a infância e adolescência. Sua causa é devido à deficiência do hormônio do crescimento ou por causas de doenças congênitas.

Crescer faz parte do ser humano, por isso ter o GH no corpo é tão importante. Em alguns casos os médicos recomendam a utilização de suplementos de GH para repor a falta de hormônio no corpo, suprindo a deficiência.

Em média, até que idade uma pessoa pode crescer?

Até que idade crescemos - Hormônio do crescimento

O crescimento é um processo bem dinâmico que ocorre em várias intensidades ao longo das fases da vida até se tornarem adultos. As pessoas irão crescer até que seus ossos não tenham mais cartilagens de crescimento.

A calcificação e amadurecimento dessas cartilagens vão depender da puberdade de cada pessoa. Quem está na fase inicial da puberdade tem cartilagens menos calcificadas e por isso, irão demorar mais um tempo para deixar de crescer.

Já quem está no fim da puberdade, tem cartilagens mais calcificadas e tendem a parar de crescer mais próximo. O grau de amadurecimento pode ser avaliado realizando uma radiografia das mãos e punhos, analisando a idade óssea.

Geralmente, nos meninos a puberdade começa 2 anos mais tarde do que nas meninas. Essa demora faz com que o crescimento prolongue ainda mais antes da puberdade.

Isso faz com que os homens passem a ser em média 13 cm mais altos do que as mulheres.

Resumindo, não há idade certa para parar de crescer. Tudo vai depender de quando inicia e termina a puberdade das pessoas.

Como acompanhar o crescimento?

Para acompanhar o crescimento de uma criança é necessário leva-la ao médico regularmente. Ele irá avaliar o ritmo de desenvolvimento através da velocidade de crescimento.

Para que haja a avaliação é preciso ter duas medidas de estatura feitas em um intervalo de tempo. Nos recém-nascidos é importante fazer a medida mês a mês, pois o desenvolvimento é bem rápido e frequente.

Depois você poderá aumentar o tempo de medição para de 4 em 4 meses. Até os 2 anos de idade a criança cresce cerca de 25 cm. A partir dai ocorre uma redução da velocidade de crescimento, mas que na puberdade será elevada novamente.

Fazer o acompanhamento com um pediatra é muito importante para que ele possa detectar precocemente qualquer anomalia que possa acontecer durante o crescimento.

Se o crescimento for menor do que o esperado, o médico irá tomar as medidas cabíveis para melhorar a chance de recuperação.

O que acontece se tiver o hormônio do crescimento em excesso?

Com o GH em excesso pode ocorrer uma doença chamada gigantismo. Nela a pessoa tem um crescimento exagerado e pode ocasionar outros problemas de saúde ainda mais graves

Essa doença pode vir a ocorrer durante toda a vida, tendo início seja na infância, adolescência ou na fase adulta.

Essas foram algumas explicações a respeito do hormônio do crescimento. Se você gostou e quer saber mais sobre esse assunto, confira nosso próximo artigo.

Mais sobre Hormônio do crescimento tudo o que você precisa saber

O hormônio do crescimento é muito importante para o desenvolvimento do recém-nascido até a fase adulta. Por isso, você deve saber sempre mais a respeito do assunto.

Existem vários fatores que podem contribuir para que uma pessoa tenha problemas de crescimento. Pode ser a baixa produção hormonal ou algo vindo da herança genética.

Para tratar problemas de crescimento você precisará de um auxílio médico, que indicará o melhor método para seu caso. É comum pessoas utilizarem suplementos contendo o hormônio do crescimento, como forma de reposição.

Existem métodos cirúrgicos para o crescimento?

Há alguns procedimentos cirúrgicos que fazem o alongamento dos ossos. Geralmente são realizados em pessoas que possuem deformidade óssea associada o que sofreram algum trauma ósseo, má formação, tumor, etc.

A cirurgia não é apenas para o alongamento ósseo, mas também para fazer a correção de deformidades. Se você quer apenas aumentar a altura, essa cirurgia não é recomendada.

O que pode causar a deficiência do hormônio do crescimento?

deficiência hormônio do crescimento

Existem várias causas para a baixa produção do hormônio. São elas: traumas, doenças inflamatórias ou infecciosas, problemas genéticos, tumores cranianos, quimioterapia, radioterapia, entre outros.

As causas podem ser muito difíceis de serem identificadas. É necessário realizar vários exames para que as outras opções sejam descartadas e seja dado o diagnostico correto para ser tratado.

Como saber se a criança está crescendo corretamente?

Você deve fazer um acompanhamento médico para saber se seu filho está na faixa certa de altura de acordo com a idade dele. Com isso o pediatra poderá identificar possíveis problemas precocemente, para que seja tratado o quanto antes.

Os dados de peso e estatura da criança devem ser colocados em um gráfico para serem mais bem interpretados. Assim, é possível comprar as medidas da criança com outras do mesmo sexo e idade e a estatura dos pais.

De preferencia, quando a criança nascer, faça a medição dela mês a mês até 1 ano de idade. A partir do primeiro ano você pode aumentar a medição para um período de quatro e quatro meses.

Assim, você vai observando se nesse período ocorreu alguma diferença no crescimento. Você pode observar também se a criança está demorando muito para trocar a numeração de roupas e calçados.

É importante comparar com os colegas, para saber se ele está se distanciando muito da turma. Você deve levar em consideração a altura de sua família. Ou seja, se você mede 1,5 metros, não espere que seu filho seja o mais alto da turma.

Qualquer sinal que você acredite que tenha a possibilidade de deficiência no hormônio do crescimento é importante procurar a ajuda de um endocrinologista, que irá lhe orientar melhor.

Adultos que possuem deficiência de hormônio do crescimento 

Adultos que possuam falta de GH no organismo podem fazer sua reposição. Esse hormônio traz muitos benefícios para o corpo, por isso, é fundamental sua presença.

A melhora da capacidade física, a redução da gordura corporal, o aumento da massa magra e a melhora da qualidade de vida e bem estar são um dois benefícios trazidos por esse hormônio.

Algumas pessoas acreditam que por trazer esses benefícios ele pode ajudar no tratamento da obesidade, dar melhor desempenho físico e retardar o processo de envelhecimento.

Porém isso não é correto, pois a medicação não é indicada para esses fins e não tem garantia de segurança. Para esportistas essa utilização é proibida e o atleta pode sofrer punição.

O que fazer quando estiver com problemas de crescimento?

Primeiramente você deve procurar um endocrinologista, que é especialista em hormônios. Ele irá avaliar o histórico familiar e fazer um exame físico completo para identificar outros sinais da doença.

Depois ele faz o pedido de exame laboratorial e radiológico. Caso o resultado mostre que há deficiência do hormônio do crescimento, o médico indicará um tratamento.

É muito importante identificar a causa da falta de crescimento para que não seja feita o diagnostico errado e consequentemente o tratamento incorreto. Nunca tome hormônio por conta própria, sem consultar um médico.

Foi possível aprender um pouco mais sobre o hormônio do crescimento. Não se esqueça de fazer o acompanhamento com frequência para que possíveis problemas possam ser identificados e solucionados.

Leia Também…

Check Also

estomatite em crianças

Estomatite o que é

Estomatite o que é? A estomatite  é uma doença bastante incômoda que causa imensa dor aos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *