Home / cuidados especiais / Pais superprotetores

Pais superprotetores

Pais super protetores

É comum que os pais tenham a percepção de que superproteger as crianças é a melhor maneira de manifestar amor e carinho. Porém, pais super protetores podem acabar exagerando um pouco na dose – e é justamente aí que se pode estar formando crianças muitas mais inseguras e até mesmo potenciais adultos frustrados perante a realidade do mundo em que vivemos!

Em geral, pais que facilitam muito as coisas e tendem a direcionar muito a vida dos filhos acabam tirando a oportunidade de que elas procurem meio de lidar com seus próprios problemas e dilemas – e isso pode acabar afetando drasticamente o desenvolvimento dos pequenos.

Vale salientar que o excesso de cuidados pode acabar se tornando uma espécie de doença, onde se prejudica até mesmo uma importante convivência e integração no âmbito familiar.

Logicamente compete aos pais procurar meios de saber como dosar e até mesmo equilibrar os cuidados dedicados às crianças, levando em consideração que isso não deve se tornar uma síndrome obsessiva.

Se você está disposto a entender melhor acerca desses aspectos e não errar na mão na hora de proteger e cuidar de seus filhos, continue lendo esse artigo e entenda o que é preciso ser levado em consideração para que se agregue um bom desenvolvimento na vida das crianças!

pais super protetores – entenda o que é importante refletir para não acabar excedendo na dose dos cuidados com as crianças!

pais super protetores

Na rotina diária, pais super protetores tendem a se revelar mais inseguros em situações simples, como por exemplo, em momentos que são promovidos passeios por parte da escola dos filhos – algo que poderia ser habitual e prazeroso para a criança, na visão dos pais, pode ser um grande alerta!

Em geral, esses pais costumam se mostrar mais ansiosos e com receio de que algo acabe dando errado ou até mesmo que um agravante possa ocorrer – e é aí que muitos acabam optando em não autorizar que as crianças participem desses momentos.

É importante destacar que tal impedimento pode comprometer a integração social da criança, bem como o desenvolvimento acerca da sua autonomia e até mesmo independência!

Quer outro exemplo bem simples – não deixar a criança fazer nada sozinha! O momento de guardar os brinquedos, mesmo que a criança já possua habilidade e competência para tal, não é algo permitido pelos pais, que preferem tomar essa responsabilidade para si no lugar de deixar a criança faze-lo sozinha.

Se a criança diz que não está com fome na hora certa de comer, o que esses pais fazem? – simplesmente aguardam a criança sentir fome para então lhe oferecer um lanchinho!

E quando a criança fica doente por qualquer motivo e precisa ter que tomar uma injeção? Alguns pais querem compensar o momento dando-lhe um presente para que o desconforto seja compensado!

Sabe o que tudo quer dizer? Que se por ventura você realiza algumas dessas ações, pode ser que esteja fazendo totalmente o inverso de educar seu filho!

Mas, o que a superproteção pode acarretar de negativo para a vida das crianças?

De modo geral, esse comportamento que até então parece algo bom e positivo para que a criança se sinta mais segura e protegida, na verdade pode acarretar condições complicadas! – e isso não somente diz respeito às crianças, mas também aos próprios pais!

Confira abaixo algumas dessas consequências:

  • Síndrome do ninho vazio: refere-se a um sentimento de sofrimento sentido por parte dos pais quando o filho está ausente por algum motivo – os pais podem se sentir uma forte sensação de vazio, pois em geral eles tendem a construir sua vida direcionada totalmente em tudo que fira em torno dos filhos. Alguns podem sentir que a vida passa a não ter mais um objetivo real!
  • Decepção: os pais podem acabar transmitindo aos filhos tudo que eles consideram ideal ou perfeito e se colocam até mesmo com um ponto de referencia determinante. Só que, como todos nós sabemos, as crianças crescem e também viram adultos, e passam a ter seus próprios sonhos e projetos de vida – e quando eles não se adequam aos que os pais projetaram ao longo de sua vida o sentimento de decepção é um fator eminente. O problema é que quando uma criança percebe esse sentimento por parte dos pais, podem acabar se sentindo fracassados e até mesmo inferiores.
  • Estresse e ansiedade: a superproteção em demasia acaba sendo atrelada ao fato de que os pais destacam atividades diversas para que a criança pratique, só que quando isso ultrapassa um limite adequado pode acabar estressando a criança – o que na verdade, deveria ser uma diversão acaba se transformando em uma excessiva cobrança!

Os pais super protetores precisam ter em mente que segurança não deve ser associado a uma prisão! Deixe evidente para o seu filho que ele sempre poderá de fato contar com você para o que precisar, e isso significa aconselhar, instruir e permitir que ele seja capaz de fazer boas escolhas no futuro!

Leia Também….

Manha vem de Mãe – Foi só você chegar que começou a manha !

Crianças Superdotadas conheça os sinais 

 

Leia também

timidez na infância

Timidez na infância

Timidez na infância Saiba mais sobre a timidez na infância, aprendendo a lidar com essa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *