Home / Tudo sobre gravidez / Vida sexual da mãe após a chegada do bebê
sexo depoi da gravidez

Vida sexual da mãe após a chegada do bebê

Vida sexual da mãe após a chegada do bebê

 Saiba como reestabelecer a vida sexual da mãe após a chegada do bebê. Confira o artigo a seguir e fique por dentro do assunto

A vida sexual da mãe após nascimento do bebê é um assunto bastante delicado, afinal para a mulher é tudo muito novo e ela não sabe ao certo quando pode voltar a essa prática natural.

Muitos tabus cercam esse tipo de assunto, alguns em relação a aspectos físicos no corpo da mulher outros referentes ao seu psicológico. Enfim, para saber o que você deve fazer e quando deve fazer separamos várias informações referentes a vida sexual da mãe após a chegada do bebê.

Confira e fique por dentro de tudo que você sempre quis saber a respeito desse assunto, mas nunca teve coragem de perguntar.

Em quanto tempo pode ser reiniciada a vida sexual da mãe após a chegada do bebê?

O momento ideal é sempre aquele em que ambos concordam em reiniciar a vida sexual. Porém, os médicos especialistas no assunto recomendam que se espere cerca de 40 dias. Esse período é comumente chamado de resguardo ou dieta.

Há algumas pessoas que indicam as relações sexuais antes desses 40 dias, para caso apareçam problemas, eles possam ser relatados na consulta pós-parto que é realizado após o período de resguardo. Porém, geralmente o indicado é que a mulher espere que o sangramento pós-parto termine, algo que sinaliza que o útero está totalmente cicatrizado e se encontra em condições normais para o ato sexual.

Mas, além de tudo isso, é essencial levar em conta o aspecto psicológico, é preciso respeitar as vontades do casal, às vezes até depois desses 40 dias a mulher não se sente preparada e seus sentimentos devem ser levados em consideração.

Por que demorar a ter relações sexuais?

Os motivos para esperar este tempo são vários e levam em consideração principalmente o corpo da mãe. Dentre eles se destacam – Dor, é comum que a mulher sinta dor na região durante os primeiros dias após dar à luz ao bebê. Essa dor e comum em partos normais e cesarianas. Vejam os motivos:

  • Parto normal: a dor derivada do parto normal na maioria das vezes está ligada a episiotomia; um corte cirúrgico que é feito, quando necessário, entre a vagina e o ânus, para facilitar a passagem do bebê. Até a sua cicatrização total é comum a mulher sentir dor.
  • Parto cesariana: a dor quando ocorre a cesariana é devido aos pontos que a mulher leva para a saída do bebê. Lembrando que para o parto cesariana são cortados ao todo 7 tecidos do corpo da mulher.
  • Cansaço, outro fator que influencia bastante a vida sexual da mãe após a chegada do bebê. a família precisa estra atenta 24 horas por dia, dedicando cuidados ao bebê, que deve ser observado o tempo todo. Algo que, de certa maneira, esfria relação sexual.
  • Fatores psicológicos, algumas mulheres têm sérios problemas para se aceitar após a chegada do bebê. Eles dizem se sentir menos atraentes e com isso o desejo sexual diminui consideravelmente, atrapalhando a sua vida sexual.

Esses são os principais fatores que influenciam a vida sexual da mãe após a chegada do bebê, mas vale a pena saber que existem vários outros, a maioria relacionados aspectos individuais.

E se o parceiro desejar retornar a ativa e a mulher ainda não?

A vida sexual da mãe após a chegada do bebê é bastante marcada por um impasse, quando o homem deseja retornar à ativa, mas a mulher não.

É necessário que o casal entre em um consenso, por isso os dois devem conversar abertamente e expor os seus sentimentos.

Veja o que é comum acontecer neste período:

  • O parceiro se sentir rejeitado, isso acontece por causa da falta de interesse da mulher, por isso é bom deixa-lo ciente das condições físicas de uma mulher logo após o parto.
  • O homem pode ficar preocupado que a vida de casado, que existia antes do bebê, não exista mais. Por isso a mulher deve deixar claro os seus sentimentos, apesar da ausência de sexo momentânea.
  • É necessário que o casal tenha alguns momentos a sós, mesmo com a correria comum da chegada de um bebê. Vale a pena lembrar que sexo não é apenas penetração, há outras formas de alcançar o prazer.

Dicas para a vida sexual da mãe após a chegada do bebê

Além de todas as informações citadas anteriormente é interessante ter noção a respeito de algumas dicas importantes. Veja a seguir:

  • Lubrificantes à base de água são uma ótima aposta para as relações sexuais quando a região genital se encontra bastante sensível. Também ajudam na lubrificação, que as vezes se encontra reduzida devido às questões hormonais.
  • As primeiras tentativas podem ser apenas carícias e preliminares, para que a pessoa se acostume aos poucos com o volta do contato sexual.
  • Se houver penetração é fundamental tentar uma posição que seja confortável para a mulher.

Com essas dicas será muito mais fácil dar início à vida sexual da mãe após a chegada do bebê.

 A vida sexual da mãe após a chegada do bebê, é algo complicado e repleto de dúvidas,  pode demorar um pouco a voltar à rotina que era existente antes do nascimento da criança.

Isso acontece por causa de inúmeros fatores. Alguns de origem psicológica, outros de origem física. Para ajudar as novas mamães a conseguirem voltar a ter uma vida sexual normal separamos diversas informações importantes neste artigo.

 

Qual o tempo ideal para a mulher retornar a vida sexual?

Uma pergunta que faz parte da curiosidade a respeito da vida sexual da mãe após a chegada do bebê é qual o momento correto para retornar a rotina sexual habitual.

O ideal é aguardar cerca de 40 dias, o chamado período de resguardo, durante esse tempo o corpo da mulher ainda está em recuperação. Vale a pena ressaltar que esse período pode ser maior ou menor tudo depende do desejo do casal e do que foi combinado entre eles.

Ainda está confusa a respeito desse assunto? Saiba que isso é muito normal e é algo pelo qual a grande maioria das mulheres já passou.Para tornar mais fácil o retorno da vida sexual da mãe após a chegada do bebê nos separamos diversas informações que podem auxiliar bastante a mulher. Veja a seguir:

a vida sexual da mãe após a chegada do bebê

Sexo não é somente penetração

Ao contrário do que muitas pessoas pensam o sexo também são as carícias, preliminares, beijos, abraços. Essa é uma forma de saciar o despejo sexual sem que haja problemas durante a penetração, que realmente logo após o parto pode ser bastante dolorida.

Respeite os prazos

O corpo da mulher se modifica durante o parto, como dito anteriormente é preciso respeitar o resguardo e as recomendações médicas. Outro fator que deve ser observado é que caso já tenha passado o período do resguardo e a mulher ainda não esteja a fim é bom procurar respeitar essa decisão dela.

A perda de libido é normal

Um fator pouco compreendido pelos homens é que a mulher recusa o sexo logo após o nascimento do bebê. Isso não tem relação com o homem é sim com um hormônio. Enquanto a mamãe amamenta ela produz prolactina, que interfere na disposição sexual e dificulta a lubrificação feminina.

Por isso é necessário que o pai não cobre a mãe. E a mãe por sua vez não se sinta estranha por não sentir desejo, já que trata de algo normal.

Emoções

O nascimento de um filho gera sentimentos confusos e difíceis de conciliar. Por isso é necessário que não se cobre tanto a mãe. Para dar retorno à vida sexual da mãe após a chegada do bebê é preciso que esperar o momento ideal.

O chamado parto fisiológico pode demorar 90 dias, durante esse período é natural que a mãe queira se dedicar totalmente é somente para o bebê. Pois ela sente que o bebê é parte dela. É importante que os pais não tratem o bebê como concorrente nesse momento.

Outra coisa comum, em relação às emoções é o pai santificar a mãe e não ver ela mais como mulher e parceira sexual. Essas coisas passam com o tempo, mas o casal precisa de paciência para lidar com isso.

Exercícios podem ajudar

Para a retomada da vida sexual da mãe após a chegada do bebê alguns exercícios podem ser aliados da mulher, desde que sejam praticados levados em consideração as recomendações médicas.

Algumas mulheres ficam preocupadas com a flacidez na região genital, por isso a dica é praticar exercícios que oferecem firmeza e tonificação dessa região. Cerca de 8 semanas após o parto já é possível que a mulher volte a sua rotina normal de exercícios, o que de certa maneira colabora para o desempenho sexual.

Masturbação

Caso o homem não consiga esperar até o corpo da mulher se recuperar totalmente ele pode apostar na masturbação, um ato natural e comum, que não tem nada de condenável. Dessa maneira ele se satisfaz sem que a mulher se sinta pressionada a ter sexo em um momento em que o seu corpo não está preparado para um ato assim.

O que fazer no momento da primeira relação?

A volta da vida sexual da mãe após a chegada do bebê pode ser diferente do que o casal está habituado. É importante procurar por uma posição confortável para a mulher e que se invista e lubrificantes. Outra coisa essencial é que o casal tenha paciência durante essa primeira relação, afinal é algo novo para ambos.

Enfim, com essas dicas é bem mais fácil tornar o sexo após o nascimento de uma criança mais descomplicado. Esperamos ter ajudado quem não tinha noção de como retomar a vida sexual da mãe após a chegada do bebê.

Acompanhe-nos no facebook

Leia Também…

O que é puerpério?

 

Veja Também

endometriose e gravidez

Endometriose e gravidez

Endometriose e gravidez Confira a relação entre a endometriose e a gravidez e saiba quais …

Deixe uma resposta